Brasil receberá mostra de Ansel Adams

Mostra “Ansel Adams, Paisagens de Luz e Som” passará por Belo Horizonte em 2015

 

Para quem gosta de fotografia, 2015 já promete pelo menos um grande evento: a primeira exposição do fotógrafo norte-americano Ansel Adams (1902-1984), um dos principais nomes do mundo nessa área. A mostra “Ansel Adams, Paisagens de Luz e Som” deve passar por quatro capitais: São Paulo (SP), Recife (PE), Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG).

A exposição reunirá 180 fotografias da galeriaAnsel Adams, fotos de

Ansel Adams e sua câmera, por J. Malcolm Greany
Ansel Adams, foto de J. Malcolm Greany.

acervos particulares e da família, além de objetos pessoais e algumas de suas câmeras fotográficas. Como também era músico, a ideia da mostra é dedicar um espaço para apresentar esse outro lado do fotógrafo ao público.

“Ansel Adams, Paisagens de Luz e Som” chega a São Paulo entre julho e agosto de 2015, no Instituto Tomie Ohtake. Da capital paulista, segue para Belo Horizonte, de setembro a novembro; Curitiba, entre janeiro e março de 2016; e Recife, onde fica em cartaz de abril a maio de 2016.

Nascido em San Francisco, California, em 20/02/1902, Adams começou a fotografar ainda jovem, quando ganhou uma câmera dos pais. Sua busca era pela fotografia “reta”, uma fotografia pura, com imagens nítidas, cuidadosamente enquadradas, com máxima profundidade de campo e concentrando-se unicamente na qualidade do processo fotográfico. Fundou, com outros fotógrafos, o Grupo f/64.

Adams foi um dos mestres das fotos em grande e médio formato, que foram os formatos que mais usou em toda sua carreira, sendo o autor de várias fotos icônicas neste tipo de fotografia. Como autor, foi provavelmente o homem mais influente em toda a história da fotografia com seus 3 livros: “A Câmera”, “O Negativo” e “A Impressão”. Estes livros definiram, para todas as gerações futuras, técnicas corretas de se fotografar, expor, tratar os negativos e suas impressões. Outros 2 livros, “Natural Light Photography” e “Artificial Light Photography” criaram as bases técnicas do aproveitamento de luz natural e uso de strobes e flashes tal qual conhecemos hoje. É por isto que digo que nenhum homem influenciou tanto a fotografia quanto Ansel Adams, e também porque o cito como uma de minhas influências.

Um de seus cenários preferidos era Parque Nacional de Yosemite, onde fez suas fotos mais conhecidas. Adams ia todo ano para lá até o final de sua vida, em 1984, aos 82 anos.

Certamente visitarei – várias vezes, provavelmente, na mostra de Ansel Adams em Belo Horizonte. O trabalho de Ansel Adams merece ser reverenciado e admirado, não só pela incrível qualidade técnica, mas pela sua capacidade de transformar paisagens em belas obras de arte.

 

FOTO: Ansel Adams: Church and Abandoned Automobile, Tiburon, CA
Ansel Adams: Church and Abandoned Automobile, Tiburon, CA

 

Ansel Adams: The Tetons and the Snake River
Ansel Adams: The Tetons and the Snake River, Grand Teton National Park, Wyoming

 

 

Fonte parcial: Saraiva Conteúdo.

Foto destacada: Ansel Adams em Point Lobos, por Martha Cassanave

Posted on: maio 26, by : Alex